Featured Slide

5/slideshow/custom

Sérvia: regresso do Eurosong e a obrigação de cantar numa língua nacional

por agosto 19, 2017

Radio-televizija Srbije (RTS), emissora estatal da Sérvia, revelou que o Eurosong está de regresso e que um dos requisitos é cantar numa das línguas nacionais do país.

Após a confirmação de que irá participar no próximo Festival Eurovisão da Canção (ESC), a Sérvia começou a trabalhar no regresso do Eurosong, final nacional que servirá para escolher o representante para o certame, e respetiva canção. O país põe, assim, fim às seleções internas, que duraram dois anos. Os artistas interessados poderão enviar as candidaturas para a Radio-televizija Srbije (RTS) até 20 de outubro. Embora não haja qualquer restrição quanto ao compositor, os intérpretes têm de ter nacionalidade sérvia. Serão selecionadas 10 candidaturas que disputarão um lugar no ESC.

Para além de os intérpretes terem de ter nacionalidade sérvia, estes também terão de apresentar uma canção numa das línguas nacionais (albanês, croata, eslovaco, húngaro, romeno, russo ou sérvio). A emissora pública do país, RTS, afirma que tal serve para "desenvolver e melhorar a criatividade musical no âmbito da música popular do país".

A Sérvia estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 2007, ano esse em que ganhou: com Marija Šerifović e a canção "Molitva". Em 2017 o país foi representado por Tijana Bogićević e a canção "In Too Deep", alcançando o 11º lugar na segunda semifinal com um total de 98 pontos.

Reveja "In Too Deep":


Fonte/Imagem: ESCPortugal; Vídeo: Eurovision.tv




[ESPECIAL]: as reações das estrelas eurovisivas ao atentado em Barcelona

por agosto 18, 2017

Sendo o Festival Eurovisão da Canção (ESC) um concurso que promove a liberdade, a tolerância, a aceitação, a paz e a união de todos, independentemente da orientação sexual, religião e qualquer traço cultural, não poderíamos deixar passar ao lado mais um atentado à Humanidade, mais um ato terrorista, agora em Barcelona, Espanha.

O ataque aconteceu na durante a tarde do dia 17 de agosto. Um camião, conduzido por um terrorista com ligações ao Estado Islâmico, foi contra a multidão que se encontrava no local, acabando por matar, pelo menos, 13 pessoas e por ferir mais de 100 (segundo as últimas informações).

Mediante o trágico acontecimento, alguns artistas eurovisivos não ficaram indiferentes e mostraram a sua indignação nas redes sociais. Veja algumas dessas reações:


´

No tengo palabras... Todo mi amor y cariño a las familias afectadas, mi corazón está con Barcelona 😞❤️

Uma publicação partilhada por Edurne (@edurnity) a



I am absolutely devastated by the events in Barcelona yesterday. Enough now. As many of you know, Barcelona is very special to me. I loved every second of my years there - the people and their mentality, the city and it's versatility, the beauty in its architecture, the mountains and the beaches. It's a friendly city. I felt that the first time I set foot there and still do every time I visit. The dark forces of this world try to take that away from city after city, but fail every time. They will fail in Barcelona too. I actually wrote a song about my love for the city a couple of years ago together with Robert Habolin and Gavin Jones. It never became more than a demo. But I felt I wanted to share it with you in this moment of grief. Link in bio. #barcelona

Uma publicação partilhada por Måns Zelmerlöw (@manszelmerlow) a





‪Toda mi fuerza para #Barcelona! Unamos todas nuestras buenas energías. 🙏🏻#todosconBarcelona ‬

Uma publicação partilhada por Daniel Diges (@danieldiges) a




Fonte/Imagem: El Pais





FC 2018: júri revelado para as candidaturas espontâneas

por agosto 18, 2017

A RTP confirmou, em Julho, que o Festival da Canção 2018 acrescentaria novos métodos de seleção de canções e agora são conhecidos os jurados responsáveis pela escolha destas canções.

Em 2018, o Festival da Canção reservará dois lugares para canções vindas de talentos exteriores. O programa de rádio "Master Class" da Antena 1, sendo um programa de rádio dirigido a compositores e autores amadores sem trabalhos publicados,  será responsável pela escolha de uma dessas duas canções. O júri será composto por: Tosé Brito (presidente), Noémia Gonçalves (locutora da Antena 1), António Macedo (jornalista e locutor das manhãs da Antena 1), Ricardo Soares (diretor da Antena 1) e Rui Pêgo (diretor da Antena 1). 

A segunda canção será selecionada a partir de candidaturas espontâneas de canções inéditas com uma duração máxima de três minutos. Qualquer cidadão de nacionalidade portuguesa ou estrangeira residente em Portugal, com ou sem trabalhos publicados, poderá submeter uma maquete com a indicação de link onde possam ser escutadas, mediante inscrição no formulário disponível em: http://antena1.rtp.pt. O júri responsável pela seleção de candidaturas será:  António Macedo (presidente do júri e jornalista e locutor das manhãs da Antena 1), João Gobern (jornalista e crítico de música, mais conhecido por ser comentador desportivo no programa da RTP3 "Trio d'Ataque"), Miguel Guedes (vocalista dos Blind Zero), Mariza Liz (vocalista dos Amor Electro)) e Iolanda Ferreira (locutora e produtora da Antena 1).

Relembramos que o vencedor do Festival da Canção 2018 representará Portugal no Festival Eurovisão da Canção 2018, que acontecerá em Lisboa nos dias 8, 10 e 12 de maio.

Fonte: RTP





Eurovision Asia Song Contest: a versão Ásia-Pacífico do ESC

por agosto 18, 2017

O Festival Eurovisão da Canção (ESC) está a chegar à Ásia! O Eurovision Asia Song Contest (EASG) será a versão Ásia-Pacífico do maior evento de música europeu. 

O anúncio de que o Festival Eurovisão da Canção (ESC) está a caminho da Ásia foi feito na página oficial da Eurovisão, ao início da tarde, e já conta com um site oficial: EurovisionAsia.tv. A Eurovisão Ásia promete ser a versão Ásia-Pacífico do ESC e será concorrente direta do ABU Asia-Pacific Song Contest, certame asiático lançado em 2012.

A European Broadcasting Union (EBU) e os seus parceiros estão a trabalhar de modo a desenvolver o formato do ESC na região da Ásia-Pacífico. Pretende-se reunir à volta de 20 países para a primeira edição desta competição, mas em relação à data e ao local de realização, ainda nada se sabe. Até à data, a Austrália, a China, a Coreia do Sul e o Japão são os únicos países que revelaram interesse em entrar na competição.

O número de países que poderão participar na Eurovisão Ásia ainda não foi totalmente definido e, por isso, os organizadores do certame fazem um apelo a todos os fãs eurovisivos, perguntando quais os países que anseiam ver concorrer. Na notícia oficial pode ler-se:

"Quem quer ver concorrer na Eurovisão Ásia? Visite a página EurovisionAsia.tv e avise-nos sobre a sua música asiática favorita, sobre os seus cantores favoritos, compositores e quem acha que pode ganhar!"

Para além do site oficial, a Eurovisão Ásia conta também com uma página de Facebook, uma conta no Twitter, uma conta no Instagram e, claro, com um canal no YouTube.

Veja o vídeo do anúncio oficial:


Fonte/Vídeo: Eurovision.tv





ESC 2018: Áustria confirma participação

por agosto 16, 2017

A emissora estatal da Áustria, ORF, confirmou que o país irá competir no próximo Festival Eurovisão da Canção (ESC), em Lisboa, Portugal.

A ORF, emissora estatal austríaca, revelou que o país irá marcar presença no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2018, confirmando que mais uma vez irá voltar ao metódo de seleção interna e que irão revelar mais detalhes em relação ao projeto brevemente.

A Áustria estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1957 e já ganhou duas vezes: em 1966, com Udo Jürgens e a canção "Mérci, Chérie”, e em 2014, com Conchita Wurst e a canção "Rise Like a Phoenix", que alcançou um total de 290 pontos. Em 2017 o país foi representado por Nathan Trent e a canção “Running on Air”, alcançando o 16º lugar na final com um total de 93 pontos.

Fonte/Imagem: esctoday, eurovision.tv




Dinamarca: revelados os detalhes do Dansk Melodi Grand Prix 2018

por agosto 16, 2017

A emissora dinamarquesa DR revelou,  que o seu representante para o Festival Eurovisão da Canção 2018, será selecionado a 10 de fevereiro, com a realização do Dansk Melodi Grand Prix

O certame voltará a ser apresentado por Annette Heick e Johannes Nymark, sendo que a edição do próximo ano terá lugar no Gigantium, em Aalborg, arena que concorreu à organização do Festival Eurovisão da Canção em 2014 e que recebeu a final nacional dinamarquesa em 2010, 2012 e 2015.

"Eu acho que teremos muito mais potencial se observarmos as contribuições como produtos inteiros. Não devemos selecionar as músicas sem artistas nem artistas sem músicas (...) Temos de pensar em todo o processo e olhar para o pacote inteiro desde o início" afirmou Mads Enggaard, produtor do certame e responsável pela participação do país no Festival Eurovisão da Canção.

As inscrições para o Dansk Melodi Grand Prix 2018 estão abertas até 15 de setembro, sendo que compositores nacionais e internacionais podem concorrer.

Fonte/Imagem: eurovoix,billedbladet



Com tecnologia do Blogger.